Trato por Laguna entrega relatório de imóveis irregulares à Vigilância Sanitária.

Em reunião realizada nesta quarta-feira, dia 19, o Trato por Laguna apresentou à Prefeitura um relatório das inspeções realizadas e apontou as necessidades que surgiram nas comunidades para regularizar as ligações dos imóveis à rede de esgotamento sanitário. Uma listagem de imóveis que não receberam ou recusaram as vistorias do Trato por Laguna foi entregue à Vigilância Sanitária, que tem o poder para tomar providências.

O Trato por Laguna, programa ambiental liderado pela CASAN e executado pela empresa JPR Ambiental, tem como objetivo regularizar a ligação das residências à rede de esgoto. Em execução desde janeiro, já realizou 1.867 vistorias nas casas, edifícios e comércios dos bairros Mar Grosso, Vila Vitória e Magalhães, emitindo apenas 273 Certificados de Regularidade.

O programa prevê um total de 5.400 vistorias a fim de adequar às ligações hidrosanitárias, evitar conexões prediais de esgoto ligadas na galeria pluvial e, assim, melhorar a qualidade de vida e a saúde no município.

Na visão do prefeito Samir Ahmad, o programa tem sido muito positivo “ É um trabalho difícil, minucioso, que está sendo realizado com propriedade e muita educação. Precisamos investir e ser parceiros, pois saneamento básico é qualidade de vida para os nossos munícipes”, disse.

Os problemas sanitários mais comuns detectados pelo programa, correspondendo a 65% das vistorias, estão relacionados a irregularidades na Caixa de Gordura, desde equipamentos lacrados, ausentes ou em desacordo com a Norma Técnica de sistemas prediais de esgoto sanitário – projeto e execução (NBR 8160/99).

Para imóveis construídos antes da publicação da NBR-8160/99 é comum observar a interligação dos efluentes da área de serviço e da cozinha no mesmo tubo de queda, o que é considerado irregular. A Secretaria de Planejamento já está elaborando uma Orientação Técnica que facilite a regularização dos imóveis sem precisar comprometer toda a estrutura predial.

Além disso, o Governo Municipal anunciou que o projeto de macrodrenagem do município já está em andamento. “Uma empresa venceu a licitação e está realizando o projeto, a fim de melhorar o escoamento da água da chuva, evitando assim alagamentos, prejuízos de bens materiais e destruição das pavimentações”, comentou o prefeito.

Dos imóveis vistoriados pelo Trato por Laguna, cerca de 18% estão despejando água proveniente da chuva na rede esgoto, prática que causa danos da rede coletora e aumentam as chances de extravasamentos, com o retorno do esgoto para as residências.

A CASAN também anunciou novos investimentos no município. “Iniciamos um novo contrato de 18 meses para manutenção na rede coletora, instalações de CIs e melhorias na rede de esgotamento sanitário. Nosso objetivo é contemplar 100% dos bairros Magalhães e Mar Grosso com a coleta de esgoto”, afirmou o Gerente da Agência de Laguna, Diego Medeiros.