Trato por Laguna regulariza instalações de 145 imóveis

Depois de dois meses de atuação na cidade, o Programa Trato por Laguna contabiliza a entrega de 145 Certificados de Regularidade, atestando a correta instalação hidrossanitária de imóveis da região do Mar Grosso e do bairro Navegantes.

O Trato é um programa ambiental liderado pela CASAN implantado para vistoriar, fiscalizar e dialogar com a população, mostrando os benefícios de se adequar as ligações das residências, prédios e comércio e evitar conexões de esgoto em canais de drenagem. As ligações corretas melhoram a saúde dos moradores e visitantes, a balneabilidade das praias e a qualidade de vida da região.

Nos 1014 imóveis vistoriados, o Trato constatou que 62% apresentavam problemas relacionados à Caixa de Gordura, 19% ligações da rede pluvial direta no esgoto e 35% são ocorrências de fossa ligada à rede coletora de esgoto.

As vistorias analisam todos os pontos que produzem esgoto em um imóvel, como banheiros, cozinhas e áreas de serviço. Os técnicos em saneamento também avaliam os pontos de coleta de águas pluviais de um imóvel, como os ralos, as calhas (externas e embutidas) e as tubulações de drenagem do terreno e de piscinas, que não podem estar conectadas à rede pública de esgotamento sanitário, e sim na rede pluvial.

Nas próximas semanas, o Trato por Laguna estará atuando na região do Magalhães. A Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) alcança mais de 90% da depuração do esgoto recebido. “O sistema de esgotamento sanitário só se transformará em benefício à saúde pública se os proprietários fizerem a adequada ligação de seus imóveis à rede de esgoto”, explica Yhago Nivaldo Marques, Chefe do Setor Operacional de Esgoto (Seope).