Água da chuva não é esgoto

Uma das principais irregularidades encontradas Trato por Laguna é o lançamento indevido de água proveniente das chuvas na rede esgoto. Esta prática além de causar danos da rede coletora e problemas para a saúde pública , é considerada crime ambiental passivo de multa.

Dos 1032 imóveis vistoriados, o Trato constatou que 203 estavam despejando água pluvial na rede de esgoto.

Quando  as águas residuais da chuva caem equivocadamente na rede de esgoto, aumentam as chances de extravasamentos, com o retorno do esgoto para as residências. Normalmente, isso acontece pois a tubulação usada para os efluentes não suporta o volume de água e acaba sobrecarregando o Sistema de Esgotamento Sanitário.

A recomendação é coletar a água chuva, de lavagem e o escoamento de ralos e calhas, canalizar para a rede de drenagem pluvial,  que utilizam mecanismos para conduzir para rios, lagos e mares.

Da mesma forma, o esgoto despejado incorretamente na rede de drenagem pluvial causa problemas ambientais, pois ao invés de ser conduzido para Estação de Tratamento será lançado diretamente nos rios lagos e mares, poluindo os mananciais.

O Trato por Laguna é um programa ambiental liderado pela CASAN implantado para vistoriar, fiscalizar e dialogar com a população, mostrando os benefícios de se adequar as ligações das residências, prédios e comércio e evitar conexões de esgoto em canais de drenagem. As ligações corretas melhoram a saúde dos moradores e visitantes, a balneabilidade das praias e a qualidade de vida da região.